quarta-feira, 5 de abril de 2017

Surgiu-lhe uma frase feita como as dos pacotes de açúcar. 
Primeiro rejeitou-a, depois voltou a pensar nela, decidiu escrevê-la:
Talvez o verdadeiro acto de rebelia resida ainda naqueles que conseguem amar. Que amam e se partem aos pedaços, mas voltam a amar, mesmo que depois se desfaçam novamente, voltam a amar. A rebelia é o verdadeiro acto de amar. Eu rebelo-me porque amo. O cínico secou a fonte, o romântico afogou-se e frustrou-se na espera da materialização das suas fantasias à sua própria imagem. 
Parou de escrever. por vezes tem receio de escrever certas coisas. Receio, não medo. Porque o mundo é tão instável.
Hoje foi isto que viu. 

{Apontamento 5.}

Nenhum comentário: