sábado, 28 de maio de 2011

RIP














GILL SCOTT-HERON.

A perna esquerda de Paris

"(..) Se um vegetal não permanecesse agarrado ao solo assustaria; uma flor que se movimenta não é romântica, mas animalesca.

O homem é uma coisa que se ausentou das árvores. O homem é um fruto que caiu e não voltou.
Não há antropologia num jardim.
É um fruto que caiu e andou, encontrou a literatura e a matemática.
Mas as árvores não são homens obsoletos; nem os animais.
O sol não é uma máquina obsoleta. Não é uma tecnologia ultrapassada. As máquinas sim, a última máquina está desactualizada em relação ao sol.
O sol nunca deixa de ser contemporâneo; é uma coisa alta que insiste. E a máquina é uma coisa baixa.
O sol é mais lento que a máquina. Ser mais lento por vezes significa chegar mais tarde, outras vezes significa durar mais.
A eternidade é sempre uma coisa que chega mais tarde, que ainda está a caminho."

Gonçalo M. Tavares

quinta-feira, 12 de maio de 2011

YOU...
WELL I THINK...
I´M...
I´M GOING...
(SAD SMILE)
PLEASE.
LET ME...
STAY.
WELL
YOU...
I THINK...
YOU KNOW...
I´M GOING.
(LONG MELANCHOLIC SMILE)
THIS...
I
YOU...
YOU KNOW
I´M...
OH...
(LONG STATIC PAUSE IN THE EYE)