sexta-feira, 23 de julho de 2010

Aprender a rezar na era da técnica

Com que determinação se pega num livro? De que lado determinas que a tua vida esteja? Dos fortes ou dos fracos? A minúcia do cirurgião. A minúcia do cirurgião na política. Determinação, objectividade.
Lenz Buchmann morreu. Deixou que a doença o vencesse. A importância de um dedo tornou-se o extremo da importância na hora de puxar o gatilho da arma com que Lenz Buchmann poria termo à sua vida. Devido à doença o dedo não teve forças para o fazer, mas teve sim forças para dar a Lenz Buchmann uma nova posição no mundo, nova posição esta que o tornou o objecto caçado.
A perversidade de uma extrema racionalidade inconscientemente irracional.
O Homem adulto que brinca sem complexos no parque de diversões que é o mundo. O Homem que cria a rede onde os peixes, sem darem por isso, vão parar obstruindo-lhes a capacidade de nadar até mais longe.
Um Homem que criou o seu mundo para o ter a seus pés e no golpe final escorregou em si, tornando-se a presa de um caçador dentro de si mesmo. Lenz Buchmann o matemático das pequenas, médias, grandes acções quotidianas, no golpe final encontra conforto numa luz que já não consegue distinguir de onde provém.

Nenhum comentário: