quinta-feira, 31 de julho de 2008

Chris Gilmore/Miss Julia







MISS JULIA é uma artista e designer gráfica de marselha que passou vários anos a explorar as diferentes possibilidades oferecidas pelo cartão. Utilizando este material leve e facilmente moldável, ela está empenhada em produzir itens originais que são fiéis às exigências das estéticas e funcionalidade. A designer não hesita em misturar disciplinas (Design, artes gráficas, seda, rastreio) nos seus diversos projectos, que se assumem como obkectos experimentais.
CHRIS GILMORE cria esculturas totalmente produzidas com cartão e em tamanho real, com temáticas que variam entre os automóveis , as motocicletas, bicicletas, cadeiras de rodas e violões. As obras deste autor revelam uma excepcional minúcia e perfeição.

Pensamentos

"- Pensam que estou zangado por eles dizerem disparates, laborarem em erro? Mentira! Até gosto que eles disparatem, que laborem em erro! Enganarmo-nos é o único privilégio humano frente a todos os outro organismos! Quem erra, chega à verdade! Sou ser humano precisamente porque erro. Ainda ninguém chegou a uma verdade qualquer sem antes se ter enganado quatorze vezes, ou talvez cento e catorze, e isso é um mérito, neste sentido. Mas não, nem sequer sabemos errar por nossa própria cabeça! Diz-me um disparate, mas à tua maneira, aí dou-te um beijo! Um disparate nosso, à nossa maneira, é quase melhor do que uma verdade alheia; no primeiro caso, somos seres humanos, no segundo somos pássaros! Não é a verdade que foge de nós, mas é muito mais fácil dar cabo daquilo que é realmente vida: há exemplos disso. O que somos nós agora? Todos nós sem exclusão, em termos de ciência, de desenvolvimento, de pensamento, de descobertas, de ideias, de desejos, de liberalismo, de razão, de experiência, de tudo, tudo, tudo, tudo, andamos ainda no primeiro ano do liceu! Tomámos o gosto de nos satisfazermos com as ideias alheias, ganhámos esse hábito! Não é verdade? Não é verdade o que estou a dizer?"


Fiodor Dostoiévski em, Crime e castigo...

sexta-feira, 25 de julho de 2008

In-1


Juliette Binoche & Akram

O que não dariamos para poder ver Binoche em "In-1", um espectáculo de teatro/dança que concebeu com o coreógrafo britânico Akram Khan, com cenografia do artista plástico Anish Kapoor. Europa está nos planos da tounée mundial, esperemos que se lembrem de nós! Para quem puder estar interessado, a estreia é dia 18 de Setembro, no National Theatre em London Town.

quinta-feira, 17 de julho de 2008

Ursula´s song

É a minha vilã preferida eheh:) adoro-a!

Movies movies movies

Mio fratello è figlio unico



Vigilância

Words by Woody



"A minha próxima vida" by Woody Allen

Na minha próxima vida quero vivê-la de trás para a frente. Começar morto para despachar logo esse assunto. Depois acordar num lar de idosos e sentir-me melhor a cada dia que passa. Ser expulso porque estou demasiado saudável, ir receber a pensão e começar a trabalhar, receber logo um relógio de ouro no primeiro dia. Trabalhar 40 anos até ser novo o suficiente para gozar a reforma. Divertir-me, embebedar-me e ser de uma forma geral promíscuo, e depois estar pronto para o liceu. Em seguida a primária, fica-se criança e brinca-se. Não temos responsabilidades e ficamos um bébé até nascermos. Por fim, passamos 9 meses a flutuar num spa de luxo com aquecimento central, serviço de quartos à descrição e um quarto maior de dia para dia e depois Voila! Acaba como um orgasmo! I rest my case.

quarta-feira, 16 de julho de 2008

Um final e um novo começo

OUTROS PERIGOS!



Foi maravilhoso! E agora procuramos outros perigos em terras de espanha, mas estes já ficam no coração:) é bom quando é assim!

Tricky Knowle West Boy

Ele voltou, voltou mesmo:)
Council estate

Tricky Live Jools Holland Puppy Toy

PJ Harvey & Tricky - E há dez anos houve este momento...


Knowle West Boy is the album that sums up everything that Tricky has accomplished since his 1995 Maxinquaye debut. From the sardonic bar-room blues of Puppy Toy to the haunting quasi-classicism of Joseph; from the twisted Specials-worshipping punk of Council Estate to the bereft torchery of Past Mistake; from the Roxy Music’s The Bogus Man-at-the-dancehall art-stomp of Bacative to the poignant autobiographical tale of teen pregnancy that is School Gates, Knowle West Boy sees our misunderstood hero reaching into the post-punk, Two-Tone, reggae, hip hop and pure pop he grew up adoring, twisting it all into surreal Tricky shapes using his astonishingly accomplished band and a host of great undiscovered singers, and ending up with the most varied and accessible set of his career.

quarta-feira, 2 de julho de 2008

Saudades

Tenho saudades... Tenho saudades do silêncio, tenho saudades de ter tempo, tenho saudades de poder desçer a rua até à Fnac com calma e com mp3 nos ouvidos com todo o tempo do mundo, tenho saudades de poder rir com os amigos mais de cinco minutos, tenho saudades de praia, tenho saudades de não me sentir cansado, tenho saudades de ter tempo para fazer a barba, tenho saudades de ler, tenho saudades da familia, tenho saudades de escrever, tenho saudades de ter tempo para ouvir mais do que uma música, tenho saudades do blog............................ tenho saudades de tudo, Ponto!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Outros Perigos!

Já está quase, apareçam!!!!