quinta-feira, 13 de novembro de 2008

Riso dos Homens


Certo dia, ao regressar de lon-gínqua existência de papel, quis incendiar a camisa da criança que fora. mas, na comissura dos lábios ressuscitou a luminescente abelha de uma lágrima. comoveu--se, quando a criança, assustada, lhe perguntou:- em que idade do coração se apaga o riso dos homens? (Al Berto)

Nenhum comentário: