sábado, 14 de junho de 2008

Desertos Carlos J.pessoa




Espectador - Oh jovens mentes, oh mentes do mundo, oh Europa, que engenhos do progresso nos alienaram da opinião? Nós, cada vez mais mudos, cada vez mais surdos, cada vez menos comunitários; oh jovens almas digitais, computando, computando, computando, sinto o toque dos vossos dedos no teclado da ausência; oh Europa, oh deserto.


De Carlos J. Pessoa (Desertos, Pentateuco, manual de sobrevivência para o ano 2000)


Nenhum comentário: