sábado, 13 de outubro de 2007

Ser Gente

Toda a gente é alguma coisa hoje em dia. MUdamos aqui, mudamos ali, mas conseguimos sempre rotular-nos em alguma categoria do producto "Ser Humano". -"Eu sou isto, eu sou aquilo", -"Eu gosto dito, eu gosto daquilo", - "Eu sou adepto disto, sou adepto daquilo!". Com certeza alguma coisa seremos, com certeza que de alguma coisa gostamos. Mas será que quando nos deparamos realmente com os nossos rótulos os conseguimos viver como reais adeptos? Serão por vezes esses rótulos visões utópicas daquilo que um dia gostariamos de ser? Aquilo que somos vivêmo-o realmente sem pensar. Apenas´"É", e apenas é vivido.
Mas claro algumas certezas temos, disso temos que ter quase a certeza. Sim porque todos temos medo do vazio. Todos temos medo do nada. Todos tentamos ser sempre alguma coisa e melhor ainda se conseguirmos ser imensas coisas.
E se um dia alguém disser que não é nada? Com certeza todos vão sentir pena. É bom haver certezas, como é bom esbarrar nelas com alguma incerteza.
Conversa de merda, no final somos todos a mesma coisa, dormimos, comemos, mijamos, cagamos, fodemos, mas claro cada um com as suas incertas certezas.

Nenhum comentário: